Nómada Digital

Nómada Digital – Quem são e porque vêm para Lisboa

Aproveitam o facto de poderem trabalhar à distância para conciliarem trabalho com viagens. Andam de país para país e por isso são “nómadas”. No Verão, terão estado 300 em Lisboa.

Ese nem todos aqueles turistas que vê nos cafés Lisboetas, absortos nos seus computadores e ipads, fossem afinal turistas, e estivessem sim a trabalhar para uma qualquer empresa sediada noutra parte do mundo? E se eles pertencessem, afinal, ao nomadismo digital, um movimento que vai ganhando dimensão e que lhes permite andarem a saltitar de cidade para cidade, numa start-up ou por conta de outrem, como qualquer trabalhador normal?

Nos últimos anos, tem crescido o número de nómadas digitais: pessoas que, trabalhando à distância – isto é, sem estarem obrigados a trabalhar num escritório ou espaço físico circunscrito. Decidem juntar o útil ao agradável e viajar mundo fora sem sair das suas rotinas de trabalho.

Andam pela cidade e parecem turistas, mas são trabalhadores -viajantes sem morada fixa

Eles são: programadores, escritores, bloggers e publicitários, arquitectos – entre tantos outros profissionais – a poderem trabalhar à distância, usando um computador como ferramenta.

DOIS TIPOS DE TRABALHADORES NÓMADAS

Há pouca informação estatística sobre o número de nómadas digitais que existem no mundo. Sabe-se, isso sim, que são cada vez mais, entre os que adotam o estilo de vida por gostarem de viajar com grande regularidade e o seu trabalho o permitir e os que estão obrigados a viajar constantemente porque o próprio trabalho assim o exige.

QUAIS OS PRINCIPAIS DESAFIOS

Acautelar as diferenças horárias e planear os vários detalhes em pormenor.

Garantir um wi de grande qualidade é essencial. E claro, trabalhar, ou seja, garantir a concentração e agenda

para se poder trabalhar.

Uma boa estratégia, consiste em alugar um espaço nos centros de coworking que têm vindo a aparecer um pouco por todo o mundo e que permitem não só maior focus no trabalho, mas igualmente conhecer outros profissionais e aumentar o net- work social.

As políticas de imigração são outro factor restritivo, pois não sendo turistas, nem residentes permanentes, cam numa situação de limbo legal.

PORQUÊ ESCOLHER LISBOA

Por norma os nómadas digitais fogem do inverno e a meteorologia, leva-os a Lisboa. Mas para além do bom tempo, segurança do país, custo de vida acessível e a comida, existe já uma comunidade local em crescendo o que torna a Capital Portuguesa tão popular.

Imagine se 10.000 americanos, decidem vir viver e trabalhar temporariamente em Lis- boa? Que impacto teriam na cidade?

By | 2017-11-29T12:29:13+00:00 November 23rd, 2016|Estilo de vida, Imigração|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment